terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Natal Maldito

Natal Maldito

O Peru não satisfez meus desejos carnívoros, e só fez engordar mais as ancas.

Nesse dia de Reis sinto-me transformado, revolucionado.

Boa coisa não deve ser: Nem consigo cultivar minha anorexia.

As cores são fortes, atraentes, e o formato é tão roliço que quando olho pra mim mesma já estou com os dentes cravados naquele pedaço de carne maldita. Então eu penso: Ih, Fudeu!

Terei que ligar para mamãe e pedir meus comprimidos de ranitidina.


Sbardelotto.




Um comentário:

dani disse...

você é o que você come, querido.